21 janeiro, 2011

10 # Carta para alguém com quem não falas tanto quanto gostarias


Esta carta para mim não tem muito sentido porque a pessoa com quem eu quero falar, já falo todos os dias mas vou recuar um bocadinho no tempo e falar de uma pessoa sobre a qual já escrevi. Depois de tudo o que se passou entre nós, eu tinha pena, tinha mesmo muita pena de não falar contigo quanto queria, mas nada podia fazer, estávamos separados por enumeras coisas, desde distância, a inseguranças, discussões e falta de tempo. Eras alguém que eu pensava ser crescido para a idade que tens, mas enganei-me tu precisas de crescer, de aprender que hoje estamos aqui, amanhã sabemos lá e que se hoje ultrapassas o mundo de mão cerrada, lutas contra tudo e todos mas, se a vida quiser, não ganhas nada! Era contigo que queria partilhar todos os meus dias, queria contar-te as coisas que mais me marcavam a cada dia que passasse, queria que fosses tu a primeira pessoa a dar-me os bons dias com as mensagens que só tu me sabias mandar, queria que fosses tu o dito "homem da minha vida", mas não passava de um querer. Tudo o que me davas era tanto, e de um momento para o outro deixas-te de me dar tudo, já só me davas metade e como aquela frase « Nunca serei tua meia amiga nem teu meio amor... é tudo ou nada ».

11 comentários:

Verdades .