29 março, 2012

Tu .

"Era uma vez um rapaz e uma rapariga que estavam separados por qualquer coisa como 20 km, nunca se tinham visto mas ouviam falar muito um do outro. Numa noite de Agosto as telecomunicações provocaram um dos episódios mais insólitos da vida de cada um, ele ligou-lhe, sem a conhecer, sentiu que ela precisava de alguém... Numa conversa com duas horas já era fácil imaginar que aquela amizade repentina, de ocasião até, se iria tornar em algo muito mais especial. Foi já na manhã seguinte que se trocaram as primeiras mensagens...de milhões, por enquanto. Apesar do assunto já enjoar o rapaz, ele quis continuar a "cuidar" dela e assim foi fazendo durante dias e noites a fio. O tempo foi passando, e já dizia a minha tetra-avó "o tempo cura tudo", e aqueles dois jovens foram-se conhecendo, foram-se encontrando e à medida que iam dando esses pequenos passos era inegável que algo de gigante crescia dentro deles. Tudo começou num simples ♥, depois vieram os adoro-te's até que um dia ele tinha tantas saudades dela que se encheu de coragem e disse: "Amo-te". Essa palavrinha tão pequena, com um significado tão grande e que tantos usam como se estivessem a dizer "olá" era o que ambos sentiam ! Era amor ! Era, foi e nos dias de hoje ainda é ! Tornaram-se os melhores amigos, deram os melhores abraços, tiveram as melhores conversas e, infelizmente, também tiveram as maiores discussões mas nunca, NUNCA, se conseguiram afastar um do outro. Porque? Porque é amor ! Hoje já lá vai 1 ano e 4 meses de amizade e ela pediu-lhe uma demonstração do seu amor, ele não deu, anda sempre muito ocupado e depois o tempo para ela é pouco. Ela não gosta e amua, discute e faz birra. Ele tenta, ele faz o que pode por ela, por eles, até porque ela o merece mais que ninguém, mas não é fácil, nunca foi e nunca ninguém disse que ia ser. Mas mesmo não sendo fácil eles não se largam ! Sabem porque? É amor ! Sabem quem é ele? Sou eu ! Sabem quem é ela? És tu ! E sabem que mais? Eu amo esta miúda com tudo o que tenho !"

"...eu estou aqui pra ti de corpo e alma, hoje e sempre ! Eu amo-te com tudo Joana"



AMO-TE J. ♥

28 março, 2012

Despedida rigorosa .

Estás tão longe do que eras suposto ser, já não te sinto, não te amo, não me orgulho de ti, não te quero perto, não te quero pra mim, não te consigo ver e sim, hoje culpo-te de tudo porque foste tu quem tornou as coisas assim. Lamento informar-te que eu cresci, quer tu queiras quer não, já não sou a tua menina, aquele que te acompanhava pra todo o lado, aquela que te apoiava em tudo e mesmo sabendo que estavas errado, continuava lá. Desculpa, mas já não sou o teu ideal de filha, não sou perfeita mas tu não dás valor nenhum aos filhos que tens. É triste dizer-te que já não te queremos nas nossas vidas mas é essa a verdade, não te queremos mais. As tuas desilusões e as tuas falhas começaram a ser constantes, por mais que quisessemos já não obtinhamos respostas para as tuas atitudes, foste-te perdendo no tempo e nesse teu espaço, espaço esse em que nunca percebemos porque é que existia tanto rancor. Talvez nós também tivessemos idealizado outro pai, alguém que nos segura-se quando fosse preciso, alguém que nos mostra-se um apoio incondicional, alguém que nos amasse e não nos julgasse, um exemplo a seguir... É verdade, também nós falhamos e o nosso maio erro foi pensar que eras a melhor pessoa do mundo, que tu estavas sempre certo e os outros sempre errados, falhas-te em todas as tuas funções e hoje já não tens mais o teu lugar.

22 março, 2012

1

Se eu te contar um segredo prometes que não contas a ninguém?
Prometes que o guardas com a tua própria vida?
Estou apaixonada...
Queres saber por quem?
Por ti...
Talvez não esteja a ser clara, mas eu explico-te melhor!
Sou apaixonada por tudo o que fazes, por tudo o que és.
Sou apaixonada por ti, quando me tocas, quando me abraças e me sufocas, quando te lembras de tudo e nunca me deixas esquecer, quando eu sorrio e tu sorris para mim.
Possivelmente nunca vais perceber, mas eu tento fazer-te sentir.
Sou apaixonada pelo teu jeito, pela tua falta de vergonha e pelo orgulho que tens em todas as tuas atitudes.
Sou apaixonada pelas tuas doces palavras e até pelas tuas falhas, pela maneira única como mostras os teus ideais.
Nem sempre tem nexo e é um pouco complexo tudo aquilo que me fazes, tudo aquilo que me dás.
Mais uma vez desculpa se continuo a não ser explicita, mas estou a tentar...
Sou apaixonada pelos sonhos que tens para nós, pela tua falta de planos diários, pelos teus medos de menino que já é um homem, o meu homem...
Sou apaixonada pela tua presença, e não imaginas a vontade que tenho de contar a toda a gente que a tua voz é o meu som favorito.
Não te sei exclarecer melhor, mas olha...
Sendo muito directa...
FICA COMIGO, não desistas de mim!

21 março, 2012

You

Ao fim de tantos anos sinto um aperto no coração, talvez seja medo, tenho receio de só agora me ter apercebido que já tinhas crescido, que já tinhas construido uma vida com alguém que se irá tornar na mãe dos teus filhos.
A verdade é que nunca me senti pronta para abdicar de ti, sinto a tua falta, é como se parte de mim já não existisse.
Perco a conta dos dias que passam sem te ver, sem ter as nossas conversas e sinto-te a cair de dia para dia, não pode ser condenado aquele que protege porque ama, certo?
És o meu irmão mais velho e eu trato-te como um filho, dar-te-ia a minha vida se fosse preciso, já te culpei de tanta coisa por sentir que não fazes nada para te tornares mais forte...
Não te posso deixar nunca, e já abdiquei de muitos momentos por orgulho, mas só te queria dar força para não esperares sentado por atitudes de outros, quero que te tornes autónomo, quero ver-te feliz sem precisar de pegar em ti, quero que sintas a minha mão a agarrar a tua sempre que perderes a força e a confiança.
Deste-me colo enquanto crescia, foste o primeiro a pegar-me e a manter-me nos teus braços quando nasci, deste-me o nome que tenho hoje e foste sendo o meu orgulho, a minha força e o homem da minha vida.
Desculpa se nem sempre sou capaz, se falho muitas vezes...
Confia, confia sempre!

AMO-TE irmão <3

15 março, 2012

21

Começa a tornar-se dificil de explicar a maneira estranhamente boa que me fazes sentir, se eu te conseguisse dizer tudo o que mereces ouvir, se te pudesse dar tudo o que precisas...
Não sinto que isso me pudesse tornar numa pessoa melhor, mas ia ser tão mais fácil.
Sei que vais ansiosamente esperar por mim, como se esta fosse a nossa única oportunidade de sermos felizes, sei que me vais tentar dar o mundo, o teu!
Eu sei que estou aqui para ti, desde sempre, a maneira de estar foi-se alterando bem como os sentimentos. Não arredo pé, não abdico.
Preciso de ti e da tua presença habitual, preciso que me dês calma nos momentos menos bons e que sorrias comigo quando rejubilar de alegria.
São momentos de pura euforia, aqueles em que de tanta felicidade que temos dentro de nós, somos capazes de pronunciar coisas com tanto sentido e no fim não aguentamos de tanto rir.
Se me fazes feliz? Tenho a certeza que o sentes.
Se fico contigo? Sei que tu notas.
Hoje tenho a certeza de que não precisavamos de mais nada, este é o nosso caminho e de ti não espero mais do que o melhor, ainda e sempre!
Este é o tempo de sermos felizes, JUNTOS.
Sem desistir de ti, de nós.

01 março, 2012

Para bom entendedor...

Vamos lá por partes, conta mais as amizades às quais sempre demos valor, do que a pena que sentimos por esta ou por aquela pessoa que está a sofrer um desgosto de amor, sente falta de ir à compras, de um amigo, familiar ou afins certo? Pena? Pena é dos piores sentimentos que podemos receber. Mas qual pena? Penas têm as galinhas e não se fazem de vitimas nem precisam que tenhamos pena delas, verdade? Talvez vos pareça confuso o que estou para aqui a dizer, mas sempre ouvi dizer que não se deve cuspir no prato onde já se comeu, portanto, nem que seja por boa educação nunca se deve voltar costas a alguém que esteve sempre do nosso lado. Correndo o risco de ser mal intrepertada, porque é que essas pessoas que só contam connosco quando somos necessários para ajudar nas situações más, quando lhe apetece chorar e todas as coisas às quais chamamos de "problemas", não dão meia volta e vão-se f****? Sejamos sinceros, poupavamos chatices, dores de cabeça e seriamos bem mais felizes, quer dizer, cada um tem o que merece (ou não), mas às vezes é rídiculo ver as atitudes de gente que pelos vistos, nunca deu valor a tudo o que fizeram e aturaram por elas. E para bom entendedor, meia palavra basta. Done!