24 janeiro, 2012


Ele:Vamos ser nada.
Ela: Nada?
Ele: Sim, dizem que nada, dura para sempre!

15 janeiro, 2012

Ele: E eu falo muito, grito à toa, reclamo mas não te largo.
Ela: When your high, when your low, yeah i promise i will never let you go. Said i got, i got, i got, i got your back boy.
Ele: Ficas?
Ela: FICO! E tu? Ficas comigo?
Ele: Achas que não?
Ela: Tenho a certeza que não.

11 janeiro, 2012

Já não é defeito, é feitio.

Comigo é tudo ou nada. A minha mãe sempre me disse que eu era 8 ou 80, inconstante. Arrogante mas por vários motivos, não digam que sou má pessoa e nariz empinado só porque não aceito toda a gente na minha vida, se é para amar eu amo a sério, com tudo o que tenho, não tenho por hábito brincar às novelas. Não gosto de atitudes à morangos com açucar e às vezes as coisas mais insignificantes é aquelas a que dou valor. Não gosto que me julguem, acabo sempre por cortar o mal pela raiz. Isto já não é defeito, é feitio.

08 janeiro, 2012

Por mais que se tente entender, o mundo é mesmo assim. Ou bem que se mata, ou bem que se é morto.