27 setembro, 2012

Falando de nós .

É algo que enriquece e me estremece, momentos que enlouquece tanto quanto entristece.
Amor atrasado de enamorado que foi acumulado e hoje é dado.
Hoje fazemos não porque devemos mas sim porque queremos.
Sentimento raro, que hoje é alvo de reparo.
Sinto que te pertenço tanto quanto tu a mim, sinto que já nada é o mesmo sem ti.
Esse calor que me aconchega e a nossa vida em comum que não chega.
Se te abraço não te largo e quanto mais te quero mais o mundo eu apago.
Perguntas o quanto eu te amo e eu respondo: "É do tipo que se ele matar alguém eu escondo o corpo sem perguntas..."

2 comentários:

Verdades .